Blog: Geographic_News
Você está vendo a Turma 2007 - Ver outros anos

Geographic_News Blog: Geographic_News
Gabriela (D-13), Gustavo (D-15)
Lucas (D-22), Tiago (D-30)

Chaves Ironiza petroleo de Lula
Por Lucas (D-22) - sábado, 10 de novembro de 2007, às 13:13:12
Categoria: Postagem Livre

revista veja Sábado, 10 de Novembro de 2007 Diplomacia
Chávez ironiza o petróleo

Um dia depois de a Petrobras confirmar o potencial das reservas gigantes de petróleo e gás de Tupi, na Bacia de Santos............... o presidente Chaves resolveu fazer piada com nosso petroleo referindo-se a nosso presidente comooo o magnata do petroleo ....Foi sugerido que o Brasil entrasse para OPEP .... , mas , para piorar LULA sugeriu que o petroleo fosse vendido mais barato para os paises mais pobres


Lido 1162 vezes   Comentários (1)
 
 
Protesto anti-Chávez deixa 8 feridos
Por Geographic_News - quinta, 08 de novembro de 2007, às 18:31:01
Categoria: Postagem Obrigatória

Tiroteios marcam manifestação contra reforma chavista; reitor de universidade desmente informação sobre morte

AP, EFE E FRANCE PRESSE

Caracas - Oito estudantes ficaram feridos após serem atacados por um grupo de homens armados não identificados no campus da Universidade Central da Venezuela (UCV), em Caracas, de acordo com o diretor nacional de Proteção Civil, general Antonio Rivero. Uma informação de que haveria um morto, divulgada logo após o incidente, foi desmentida por autoridades da universidade.



Os estudantes voltavam de uma manifestação contra o projeto de reforma constitucional proposto pelo presidente Hugo Chávez, que reuniu 80 mil pessoas no centro da capital. De acordo com relatos de testemunhas à TV Globovisión, os agressores, supostamente integrantes de grupos chavistas, entraram no campus usando máscaras e tomaram a faculdade de Serviço Social, onde houve confrontos e foram disparados alguns tiros. Em seguida, a Guarda Nacional cercou o campus.

Já o ministro do Interior, Pedro Carreño, acusou manifestantes que voltavam da marcha de atacar estudantes pró-governo reunidos pacificamente. Ele disse que cem pessoas tiveram de ser retiradas da área “porque estavam para ser linchadas por estudantes voltando da marcha”.

O professor de Direito Jorge Pabón afirmou ter visto homens queimarem um ônibus nas proximidades da universidade. Supostos chavistas teriam dado tiros para o alto após o início do conflito no campus. Segundo Ricardo Sánchez, um dos líderes dos movimentos estudantis que organizaram a manifestação antichavista, pelo menos dois dos feridos foram baleados. Todos foram levados ao Hospital Universitário.

O reitor da UCV, Eleazar Narváez, disse que se comunicou com o vice-presidente venezuelano, Jorge Rodríguez, para avisá-lo de que o ingresso das forças de segurança no campus não foi autorizado. Segundo o ministro de Educação Superior, Luis Acuña, o governo estaria disposto a ajudar na solução do conflito se as autoridades universitárias solicitassem.

À tarde, os universitários marcharam até o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), onde pediram que o referendo sobre a reforma, marcado para 2 de dezembro, seja adiado. O protesto foi organizado depois que Chávez ameaçou proibir as manifestações da oposição, durante seu programa Alô Presidente, no domingo. O argumento usado pelo presidente é que os estudantes e grupos críticos ao seu governo só querem promover confrontos nas ruas e desestabilizar o país. A autorização para a marcha de ontem foi obtida após muita negociação com o governo. Cerca de 2.500 policiais foram destacados para fazer o controle dos universitários.

“Não permitam que a Venezuela vá por um caminho que ninguém quer, e que se continue a cometer injustiças”, disse o líder estudantil Freddy Guevara, dirigindo-se aos membros do STJ. Representantes dos universitários foram recebidos pela presidente do tribunal, Luisa Estella Morales. Eles alegaram que o referendo deveria ser suspenso porque a maioria da população ignora o conteúdo e o alcance da reforma constitucional.

O projeto, apresentado por Chávez em agosto e aprovado pela Assembléia Nacional na semana passada, prevê mudanças em 69 dos 350 artigos da Constituição de 1999. Entre as mudanças mais polêmicas estão a extensão do mandato presidencial de 6 para 7 anos, o fim da autonomia do Banco Central e as reeleições indefinidas - que permitiriam a Chávez perpetuar-se no poder.

NEGOCIAÇÕES COM AS FARC

Chávez confirmou ontem que se reuniu na noite de terça-feira com um representante do grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionarias da Colômbia (Farc), mas não deu detalhes. O presidente está tentando mediar um acordo humanitário entre as Farc e o governo colombiano que inclua a entrega de 45 reféns políticos da guerrilha e de 400 rebeldes presos. “Eu me reuni durante várias horas com o enviado de Manuel Marulanda (fundador das Farc). Foi a primeira reunião, mas haverá outras. Estamos tentando encontrar uma solução, mas não é fácil”, disse Chávez.


Lido 1162 vezes   Comentários (0)
 
 
Redação sobre bóias-frias
Por Geographic_News - quinta, 31 de maio de 2007, às 01:01:39
Categoria: Editorial

                     Açúcar Ético

 Um cortador de cana-de-açúcar ganha em média 700 a 1.200 reais mensais. O fato é que as condições de trabalho dos bóias-frias é que devem melhorar, pois a carga horária e o pós safra é que dão o sentido de comparar o trabalho nos canaviais ao de um escravo.

  Está certo quando se diz que, hoje, o homem é livre para trabalhar onde bem entender, mas no caso de um bóia-fria é um caso de sobrevivência. É necessário observar que o salário obtido por um cortador de cana é pura ilusão, pois para conseguir esse dinheiro é necessário cortar 10 mil toneladas de cana ao dia, pois ganha por quantidade cortada e não por hora de trabalho, daí o sentido da superexploração do trabalho nos canaviais. E ainda mais para onde esses trabalhadores vão com o término da colheita ?

Uma questão em pauta é o recorde de produção de energia “limpa” obtida a partir da extração de cana-de-açúcar. Na última safra os brasileiros cortaram e moeram mais de 425 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, e esse feito deixou o Brasil como o maior produtor de álcool e etanol do mundo, por isso a “repentina” visita de Bush ao Brasil. Mas o que o presidente americano não deve saber é que essa produção fantástica é devido à exploração brutal de homens e mulheres que cortam e colhem cana pelo Brasil e muitos morrem por exaustão nos canaviais. Pode-se dizer que esses trabalhadores são heróis e que realmente os salários obtidos por eles é de fato uma estratégia para se produzir cada vez mais álcool , etanol , açúcar e outros derivados.

Quase 120 anos depois da abolição da escravidão, esses trabalhadores são submetidos a um tipo diferente do apanhar de um escravo, estão sujeitos a um “chicote invisível”, que os governantes fazem questão de não enxergar e de não fazer uma reforma agrário, pois esses trabalhadores merecem uma vida digna e o reconhecimento de que o trabalho é árduo. Vivemos em uma democracia e o valor de seu salário não é o principal e sim o modo como o consegue, portanto num país como esse é necessário colocar ética nos canaviais.


Lido 1227 vezes   Comentários (2)
 
 
Brasil e Índia discutem cooperação na área espacial
Por Geographic_News - sexta, 25 de maio de 2007, às 01:08:49
Categoria: Postagem Obrigatória

Depois de décadas de estagnação no desenvolvimento da Índia, ela vem crescendo muito a quinze anos. Já é vista como potencia regional, e é  previsto que se torne futura potencia mundial para o séc. XXI.
Índia esta fechando um acordo bilateral com o Brasil, o qual dara prosseguimento a um acordo já existente desde 2004.
Esse acordo beneficiara muito o Brasil, na área espacial porque ao contrario da Índia, o governo brasileiro quase não investiu em tecnologia espacial.
No caso da índia, já possuem 29 satélites, por causa do investimento maciço que o governo indiano fez, que foi de aproximadamente 2,4 bilhões de dólares, sendo assim é o programa espacial que tem maior taxa de crescimento do mundo.
É muito importante também para o Brasil entrar no mercado indiano, pois a índia é o segundo pais mais populoso do mundo e por isso a demanda de produtos é muito grande e isso nos ajuda a ter superávit.

Fonte:http://jbonline.terra.com.br/extra/2007/05/16/e16058617.html
Lido 1249 vezes   Comentários (1)
 
 
Dólar cai mais de 1% e fecha a R$ 1,94
Por Tiago (D-30) - terça, 22 de maio de 2007, às 01:01:55
Categoria: Postagem Livre

Hoje dólar atingiu sua menor cotação desde 03 de Janeiro de 2001.O BC ao contrario do que esperava o mercado, só entrou em ação no final da tarde leiloando dólares.
Muitas pessoas ficam felizes que o dólar esta abaixando, pois assim podem viajar ao exterior mais facilmente.
Porem a economia do pais e afetada negativamente, por esse fator, deixando nossa exportação mais difícil. Porque nossos produtos ficam mais caros para os outros paises, pois compram nossos produtos valorizados já que o real esta mais forte frente ao dólar.
Um exemplo do enfraquecimento da nossa exportação e o pólo calçadista de Franca, no interior de São Paulo, um dos maiores do país, o número de empregos já está em queda já que as vendas caíram devido a valorização do real.

Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/Economia/0,,MUL39906-5599,00.html

Lido 1262 vezes   Comentários (0)
 
 
  Próxima Página >>