Blog: GNN
Você está vendo a Turma 2008 - Ver outros anos

GNN Blog: GNN
Fernanda (C-13), Giuliana (C-15)
Jéssica (C-20), Marcela (C-27), Waneska (C-40)

GNN~>Geo Net's New

Petróleo sobe quase 10% em NY com euforia por ajuda ao Citigroup
Por Fernanda (C-13) - segunda, 24 de novembro de 2008, às 18:25:35
Categoria: Postagem Livre

24/11/2008 - 18h08

O preço do petróleo disparou nesta segunda-feira em Nova York, voltando a ficar na casa dos US$ 50, após ser contaminado pelo bom humor nos mercados acionários gerado pela ajuda do governo dos Estados Unidos ao Citigroup.

O temor de que o Citigroup quebrasse causava até hoje uma tensão adicional para os investidores, pois poderia causar uma nova crise sistêmica como a vista após a quebra do banco de investimentos Lehman Brothers, em meados de setembro. Com a ajuda, o mercado ficou mais confortável para ir às compras, o que fez as ações e o preço das commodities dispararem.

Na Nymex (New York Mercantile Exchange), o barril de petróleo leve tipo WTI para entrega em janeiro fechou cotado a US$ 54,50, com expressiva alta de 9,15% sobre o fechamento anterior (US$ 49,93).

O Federal Reserve (Fed, o BC americano) informou em um comunicado que o Citi vai receber uma injeção de US$ 20 bilhões em recursos. O acordo entre o Fed, o Departamento do Tesouro e a FDIC (Corporação Federal de Seguros de Depósitos, na sigla em inglês) para o resgate da instituição foi alcançado neste domingo (23).

O Tesouro e a FDIC tentarão evitar eventuais prejuízos do banco por um valor de US$ 306 bilhões em empréstimos e valores apoiados por bens imobiliários e comerciais e outros ativos da entidade, que seguirão pertencendo ao balanço do Citigroup. Os US$ 20 bilhões do plano de resgate de ativos serão dirigidos ao grupo em troca de ações preferenciais.

"Com estas operações, o governo dos EUA está tomando as medidas necessárias para fortalecer o sistema financeiro e proteger os contribuintes e a economia", diz o comunicado do Fed.

O Citigroup, um dos principais bancos dos EUA, perdeu a metade de seu valor na Bolsa na última semana por causa de uma crise de confiança dos investidores, apesar dos executivos afirmarem que a instituição mantém condições financeiras sólidas. O banco tem operações em mais de cem países, conta com ativos superiores a US$ 2 trilhões e conta com 350 mil funcionários. Na última semana, a imprensa informou que o Citigroup planeja demitir 50 mil funcionários nos próximos meses.


Lido 717 vezes   Comentários (1)
 
 
Estudo mostra que sete capitais da Amazônia podem ter surto de dengue de novembro a março
Por Fernanda (C-13) - quinta, 20 de novembro de 2008, às 19:21:31
Categoria: Postagem Livre

20/11/2008 - 18h11

Leandro Martins
Da Rádio Nacional da Amazônia
Em Brasília (DF)
DEshow('180x150',5,0); Das nove capitais da Amazônia Legal, sete apresentam risco de surto de dengue nos meses chuvosos do inverno da região, entre novembro e março. Apenas em Palmas e em Macapá, a situação é menos preocupante.

O alerta foi dado hoje (20) pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, ao divulgar os dados de um estudo feito pelo ministério que mostra o risco de infestação pela dengue, o Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes Aegypti (Lira).

Na pesquisa, o Ministério da Saúde pesquisou imóveis em 161 municípios brasileiros, entre capitais e municípios com mais de 100 mil habitantes.

De acordo com o ministro, os resultados permitem a rápida tomada de decisão para o planejamento e a intensificação de ações de combate ao vetor da doença, as larvas do mosquito da dengue. Também vão ser elaboradas atividades de mobilização e de educação da população.

Pelos critérios da pesquisa, o índice abaixo de 1% é considerado satisfatório. Entre 1% e 4% por cento, é situação de alerta. Acima de 4%, há risco de surto de dengue.

O ministro afirmou, ainda, que algumas capitais da Amazônia apresentaram redução de nível de infestação em relação à medição feita em 2007, mas permanecem em situação de alerta. "Manaus, Porto Velho e Belém também apresentam, dentro daquela faixa de variação, áreas com mais de 7% de variação. Merece, portanto, toda a atenção."

Temporão citou dois municípios, um do Acre e outro de Mato Grosso. que estão com a situação mais preocupantes. "Em Epitaciolândia, no Acre, e Várzea Grande, no Mato Grosso, a situação é crítica, é necessária uma mobilização imediata. Várzea Grande, que em 2007 já estava em situação de risco, ampliou o índice de infestação, atingindo 6.1%", revelou.

De acordo com o estudo, 37% das manifestações do mosquito se encontram na rede de abastecimento de água, 19% nas residências e nos locais de trabalho e 43% lixo e onde há resíduos sólidos.

Também presente na divulgação do estudo, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, anunciou que as Forças Armadas vão ajudar no combate à dengue. "A idéia aqui é que o Exército se disponha, Marinha e Aeronáutica, de nós termos equipes de alerta, para que, em 24 horas, estejam no local", disse Jobim.

Lido 720 vezes   Comentários (0)
 
 
Despedida...
Por GNN - terça, 11 de novembro de 2008, às 11:39:31
Categoria: Postagem Obrigatória

Queridos e eternos amigos, professores, orientadores e coordenadores,

 

  Ao longo dessa vida escolar, nos deparamos com tantas situações diferentes, tantas pessoas e tantos momentos... Cada qual com seu significado único e especial.

  É muito estranho para nós, pensar que essa etapa da nossa vida está chegando ao fim, Agora chegou a hora de provarmos que tudo valeu a pena, e que todas as expectativas em nós depositadas serão alcançadas.

  A escola como um todo fez parte da nossa vida e não será esquecida. Cada dia foi marcado por aprendizados, conversas, risadas, broncas, intervalos, aulas interessantes, aulas chatas, laboratórios, filmes, revisões, festas e muito mais.

  Palavra nenhuma será capaz de demonstrar os sentimentos sentidos por nós alunos. Nós, que passamos agora por uma fase de muitas alegrias, mudanças, mas também de incertezas, de insegurança e até de medo pelo que nos espera.

  Sabemos que não foi fácil e por isso admiramos o trabalho de todos. Sabiamente, um professor muito querido disse em seu primeiro dia de aula “Eu adoro o que eu faço!” e que tinha um compromisso com todos seus alunos e por isso faria tudo que estivesse ao seu alcance, e de fato, não só ele, mas todos fizeram de tudo por nós.

  Nossos professores são fantásticos e representaram muito pra nós. Todos cumpriram seu papel e mais do que isso, muitos se tornaram mais que professores, se tornaram amigos. Citaria aqui todos se eu pudesse, mas acho que cada um sabe o quão especial se tornou para cada aluno em particular. Alguns serão lembrados pela autoridade, outros pela simpatia, pelo bigode, pelas piadas sem graça, pela voz, pela rapidez, pelo tamanho, pelas analogias, pelas fórmulas estranhas, etc, mas todos serão lembrados por uma característica em comum, a competência.

  Em especial, queremos demonstrar aqui, todo o nosso carinho e eterna admiração pelo Gallo, que é um exemplo de carisma, simpatia, alegria, dedicação e amizade. Também, em especial, agradecer a Dona Inês que com muita dedicação cuidou de todos nós como filhos.

  As lições de vida que adquirimos ao longo dessa etapa ficarão para sempre. Lembraremos de tudo e de todos com muita saudade.

  Chega ao fim o último e tão esperado ano...E fazendo uma breve analogia, saímos da vida escolar, para entrar na história...

  Agradecemos realmente a todos que fizeram parte dessa etapa única da nossa vida. São momentos que não voltam, mas que jamais serão esquecidos.

  Obrigada!


Lido 764 vezes   Comentários (0)
 
 
Pacote de incentivo vai injetar US$ 600 bi na China
Por Waneska (C-40) - segunda, 10 de novembro de 2008, às 17:20:55
Categoria: Postagem Livre

O governo da China anunciou neste domingo um pacote de investimentos de quase US$ 600 bilhões para estimular a economia do país, que nos últimos meses vem sofrendo uma desaceleração gradual.

O capital deve ser aplicado ao longo dos próximos dois anos em obras de habitação, infra-estrutura e reconstrução das áreas afetadas por terremotos. O plano chinês também prevê cortes fiscais para empresas. Bancos vão ser autorizados a empresatar mais para projetos de desenvolvimento em áreas rurais e de inovação técnica. Analistas dizem que o pacote visa a combater a queda nas exportações e a desaceleração econômica na China, que vêm provocando crise no setor industrial do país.

O governo de Pequim já tinha dado indícios de que quer evitar que a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) desacelere no ano que vem para menos de 8% e já tinha tomado providências isoladas em vários setores. Estratégia coordenada O pacote anunciado neste domingo, entretanto, é a primeira iniciativa do governo para uma estratégia coordenada.

Durante a semana, a imprensa estatal chinesa chegou a classificar o pacote, então ainda não anunciado, de de medidas "abrangentes e radicais".

"Apenas um pacote radical de estímulo pode salvar o país" disse um funcionário do governo, sem se identificar ao jornal oficial da China.

Como sinal de que a economia toda está desacelerando, o oficial do governo cita os números de consumo de energia elétrica.

A taxa de crescimento de demanda energética caiu de 5,1% em agosto para 3,6% em setembro, segundo ele.

Nos últimos três meses o crescimento do PIB chinês desacelerou para 9%, uma queda considerável em relação aos quase 12% registrados ao longo do ano passado, o que reforçou os temores de que mesmo a China não está a salvo da ameaça de recessão.

http://economia.uol.com.br/ult...1421.jhtm


Lido 767 vezes   Comentários (0)
 
 
UE propõe mudar sistema financeiro global em cem dias
Por GNN - domingo, 09 de novembro de 2008, às 13:18:46
Categoria: Postagem Obrigatória
Os líderes dos países da União Européia aprovaram nesta sexta-feira em Bruxelas um documento de quatro páginas em que propõem adotar medidas para mudar o sistema financeiro internacional dentro de cem dias.

As sugestões contidas no documento devem ser defendidas pelo bloco na reunião de cúpula do G20 do próximo dia 15, em Washington, em que será discutida a atual crise financeira global.

A pressa e a necessidade de maior transparência dão a tônica do documento europeu, em que a Presidência francesa da União Européia propõe medidas concretas para dirigir o que deve ser a reforma do sistema financeiro mundial.

"A União Européia defenderá unida uma linha na reunião de Washington: a linha da transparência e da refundação", afirmou o presidente do bloco, o francês Nicolas Sarkozy, que insistiu no consenso entre os 27 países membros. "A Europa fala com uma só voz. E que todos tenham consciência dessa novidade."

Leia mais na BBC Brasil: Ministra francesa defende maior papel de emergentes em decisões

Mudanças

De acordo com a proposta européia, o novo sistema financeiro mundial deve ser fundado "sobre o princípio da transparência das operações financeiras" e incluir "códigos de conduta" que evitem que as instituições se aventurem em riscos excessivos.

"Nenhuma instituição financeira, nenhum segmento de mercado, nenhuma jurisdição deve escapar de regulamentação e supervisão", diz o documento.

No centro desse novo sistema, a União Européia vislumbra um Fundo Monetário Internacional (FMI) com papel reforçado, dotado de meios técnicos que permitam efetuar uma coordenação mais rápida e intervir de forma preventiva na eventualidade de uma nova crise.

Os europeus pedirão que os países adotem regras de governança para todos os atores financeiros, inclusive as agências de avaliação, e que se criem colégios de supervisores para coordenar o controle dos organismos nacionais sobre grandes grupos financeiros internacionais.

Eles também defenderão que as normas contábeis sejam modificadas para evitar a formação de "bolhas especulativas" em momentos de crescimento econômico, o que acentua os problemas em posteriores momentos de crise.

A União Européia propõe que a aplicação das medidas necessárias para essas mudanças e a adoção de novas iniciativas sejam avaliadas em uma nova reunião internacional a ser realizada cem dias depois da cúpula de Washington, quando o governo dos Estados Unidos já estará sob o comando de Barack Obama.

"Esperamos que o presidente Obama nos ajude a mudar a governança mundial, que esteja ao nosso lado para que a crise não sacrifique os interesses dos países pobres em desenvolvimento, que já estão sofrendo as conseqüências dessa crise", disse Sarkozy.

Comentário:

As medidas que serão adotadas pela UE, baseadas em um modelo de "trasnparência", prevenção e intervenção, parecem ser a alternativa mais lógica e bem sucedida, em se tratando de uma crise de proporções tão catastróficas quanto a da década de 20.

O que seria interessante, pensando em países em desenvolvimento e subdesenvolvidos, é criar um modelo semelhante, já que essas nações estão começando a sentir os impactos da crise com a alta da inflação.

Fonte:

BBC Brasil

http://www.bbc.co.uk/por..._g20rg.shtml


Lido 772 vezes   Comentários (0)
 
 
  Próxima Página >>