Blog: Geotwins
Você está vendo a Turma 2011 - Ver outros anos

Blog: Geotwins
Caio (C-7), Caíque (C-8)

charge
Por Geotwins - quinta, 03 de novembro de 2011, às 23:54:57
Categoria: Postagem Obrigatória

Feito por Caio Rubens 3C n7


Lido 489 vezes   Comentários (0)
 
 
UE nega que estude usar fundo de resgate para ajudar a Itália
Por Caíque (C-8) - segunda, 24 de outubro de 2011, às 19:39:53
Categoria: Postagem Livre

 Fontes da União Europeia negaram nesta segunda-feira os rumores de que os países da zona do euro estariam estudando a possibilidade de utilizar o fundo de resgate europeu para ajudar a Itália. "É pura especulação. Haverá muitos rumores daqui até quarta-feira", disse uma fonte à agência de notícias Efe.O jornal francês "Le Monde" publicou na edição desta segunda-feira que a ajuda visaria ajudar a equilibrar o orçamento da Itália, cuja economia está cada vez mais fragilizada, e tornar o país apto a se financiar nos mercados em condições razoáveis.
  A possibilidade já havia sido considerada em um acordo alcançado no dia 21 de julho e ratificado pelos 17 membros da zona do euro. Segundo o acordo, o fundo poderia oferecer linhas de crédito ou comprar diretamente títulos da dívida soberana da Itália no mercado secundário.
 As notícias sobre uma possível utilização do fundo europeu para ajudar a Itália ocorrem um dia depois de líderes europeus pedirem ao primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, que adote "novas medidas" de ajuste e coloque em funcionamento as já aprovadas para poder restaurar a confiança nos mercados.
 Segundo fontes ouvidas pela agência de notícias France Presse, um grupo de especialistas da zona do euro examinaria nesta tarde, em Bruxelas, a possibilidade de utilização do fundo para debatê-la durante a reunião europeia de quarta-feira.

"Está claro que há pessoas neste fórum que se perguntam se não é o momento de oferecer esse mecanismo à Itália", disse a fonte diplomática à agência.

"Está previsto que [o fundo de resgate] pode lançar um programa de apoio ou de prevenção" para evitar que uma crise de grande magnitude em um país arraste toda a zona do euro, disse ele, confirmando informação divulgada pelo "Le Monde".
 Se confirmado, este plano de prevenção se somará aos programas de ajuda internacional a países do bloco monetário que já não podem se refinanciar nos mercados, como Grécia, Irlanda e Portugal.
 O Fundo Europeu de Estabilidade Financeira se converteu na principal arma dos europeus para combater a crise da dívida.

 O chefe do governo italiano, Silvio Berlusconi, convocou nesta segunda-feira um conselho de ministros para examinar medidas destinadas a recuperar as finanças públicas e reativar o crescimento, em resposta às exigências da União Europeia.
 Apesar de não ter precisado as medidas econômicas que serão adotadas, Berlusconi adiantou que entre elas se estudará a possibilidade do aumento da idade da aposentadoria para 67 anos, uma ideia já considerada válida, mas não suficiente para acabar com as debilidades estruturais da economia italiana.
 A UE pressionou no domingo a Itália por temer que este país, muito endividado e com crescimento anêmico, ponha em perigo a zona do euro, e pediu a Berlusconi para que colocasse em marcha medidas concretas antes da reunião europeia de quarta-feira.

"O conselho de ministros foi convocado de maneira extraordinária para esta segunda-feira para examinar as medidas que são consequência do Conselho Europeu de ontem (domingo) e do próximo Conselho Europeu de quarta-feira", afirma um comunicado publicado no site do governo italiano.
 A Itália foi um dos focos de debate nas reuniões do fim de semana da zona do euro. Os dirigentes europeus aumentaram a pressão sobre Berlusconi para que ele coloque a economia de seu país em ordem e cumpra com suas promessas de equilibrar o orçamento.
 O líder italiano reuniu-se na manhã de domingo com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, antes do início da reunião de dirigentes europeus, num momento em que Roma está sob pressão crescente de seus sócios para reduzir seu deficit.

www.folha.com


Lido 505 vezes   Comentários (0)
 
 
Obama anuncia retirada das tropas americanas do Iraque até o fim do ano
Por Caíque (C-8) - sexta, 21 de outubro de 2011, às 22:04:17
Categoria: Postagem Livre

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta sexta-feira, 21, a retirada total dos militares americanos que combatem no Iraque até o final do ano. A medida, anunciou o líder, coloca um fim "aos quase nove anos de guerra" no país árabe.

"Assim como prometemos, o resto das nossas tropas no Iraque voltará para casa ao final do ano. Assim, depois de quase nove anos, a guerra dos Estados Unidos no Iraque terminará", disse o presidente em coletiva de imprensa, logo após uma videoconferência com o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki.

O acordo para que os americanos retornassem antes do fim de 2011 foi fechado assim que Obama chegou ao poder, no início de 2009. O anúncio coloca fim a meses de discussões sobre se os Estados Unidos deveriam manter militares no Iraque depois deste ano, o que tornaria o conflito um dos mais longos da história do país.

Obama afirmou que os dois países entraram em uma "nova fase" e que será "um relacionamento normal entre duas nações soberanas, uma parceria baseada em interesses e respeito mútuos". "Nos próximos dois meses, nossos soldados, milhares deles, vão juntar as coisas e iniciar a viagem de volta. O último soldado americano cruzará a fronteira de cabeça erguida, orgulhoso de seu sucesso, sabendo que o povo americano permanece unido no apoio às nossas tropas", disse o presidente. "É assim que os esforços militares americanos terminarão no Iraque", completou.

Obama e Al-Maliki concordaram em continuar discutindo informalmente a necessidade de qualquer presença militar americana no Iraque nos próximos anos, afirmaram fontes próximas de Washington. No país árabe, permanecerão apenas cerca de 150 efetivos necessários para proteger o complexo da Embaixada dos Estados Unidos em Bagdá e todo o pessoal diplomático da representação.

O plano de retirada está de acordo com o acordo negociado pelo governo de George W. Bush para retirar os militares americanos do Iraque ao fim de 2011, mas durante meses houve negociações entre as equipes de Obama e Al-Maliki sobre quantos soldados deveriam permanecer para treinar as forças de segurança locais e monitorar pontos de tensão, como a região do Curdistão, no norte.

A invasão americana no Iraque começou em 2003, quando o então governo americano ameaçava Bagdá de esconder armas de destruição em massa, o que posteriormente provou-se falso. O conflito, que resultou na queda do ditador iraquiano Saddam Hussein, custou quase US$ 1 trilhão aos Estados Unidos e tomou 4,4 mil vidas americanas, além de ter feito milhares de vítimas civis.

www.estadao.com.br


Lido 509 vezes   Comentários (0)
 
 
Marcha contra a corrupção reúne cerca de 20 mil pessoas em Brasília
Por Geotwins - quinta, 13 de outubro de 2011, às 23:01:15
Categoria: Postagem Obrigatória

Uma mancha escura formada por cerca de 20 mil pessoas, segundo estimativas da Polícia Militar, percorreu um quilômetro de distância na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, seguindo do Museu da República até chegar à Praça dos Três Poderes, na manhã desta quarta-feira, 12.

Os três pontos principais da 2ª edição da Marcha contra a Corrupção, realizada também em outras 18 cidades, são a regulamentação da Ficha Limpa pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a aprovação do projeto de lei que estabelece o voto aberto dos parlamentares no Congresso, e a preservação dos poderes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de órgão de controle externo do Judiciário.

PM elevou para 20 mil pessoas a estimativa do número de participantes da segunda edição da Marcha contra a Corrupção, em Brasília, na manhã de hoje. O primeiro levantamento dava conta de 13 mil manifestantes que percorreram a Esplanada dos Ministérios, do Museu da República até a Praça dos Três Poderes e depois seguiram mais alguns metros até o Ministério do Exército, onde ocorreu a dispersão.

Mesmo assim, o volume de participantes foi inferior à contagem feita pela PM na primeira edição do evento, em 7 de Setembro. Na ocasião, foram contabilizadas as participações de 25 mil pessoas. De acordo com o tenente Marcos Braga, o outro evento acabou ganhando adesão de última hora da população de Brasília, que saiu de suas casas para assistir ao desfile militar.

Com bicicletas, vassouras, nariz de palhaço e roupas de presidiários, ou empunhando faixas, os manifestantes fizeram uma pequena pausa no percurso, em frente ao Congresso Nacional, onde foi cantado o Hino Nacional.

O número de participantes está menor do que o estimado pela PM na primeira edição do evento, em 7 de setembro, quando a PM contou 25 mil pessoas. O tenente Marcos Braga, da PM do DF, explicou que naquela ocasião o evento ganhou apoio de última hora da população de Brasília, que saiu de suas casas para assistir ao desfile de 7 de setembro.

Desta vez, os manifestantes também carregam uma faixa com uma pizza de 15 metros de diâmetro. Aos grados, gritam: "Não sou otário, do meu bolso é que sai o seu salário", "Ô Dilma, presta atenção, o brasileiro não quer mais corrupção", "Voto secreto não, eu quero é ver a cara do ladrão".

Comentário:

  De fato o povo brasileiro está preocupado com a atual onda de corrupção da política.Aliás, finalmente, abriu os olhos para as ocorrências do cenário político. Esta marcha não só representa o desgosto de todos os brasileiros como a insatisfação do andamento político pelo país.

  Agora, só resta esperar e ver se todos contribuíram para essa causa para poder esta cada vez mais presente e de vigia n aqueles os quais muitos consideram ladrões ou corruptos.Como a notícia acima,os cidadãos pedem mais direitos para estar ativos no Supremo Tribunal federal,e querer as “fichas Limpas”. Assim se essa adesão da sociedade continuar os brasileiros não será tão passiva diante do cenário político atual.

Com abraços,

Caio Rubens

 

 


Lido 522 vezes   Comentários (0)
 
 
Charge - evacuação em Angra dos Reis
Por Geotwins - quarta, 25 de maio de 2011, às 23:42:17
Categoria: Charge
 

Imagine se Angra I ou II ocorresse um acidente grave e, toda a população da região tivesse que evacuar a área.Gostaria de estar numa situação dessas?


Lido 555 vezes   Comentários (0)
 
 
  Próxima Página >>