Blog: GeoWorldNews
Você está vendo a Turma 2012 - Ver outros anos

GeoWorldNews Blog: GeoWorldNews
Bianca (A-3), Renan (A-25)
Rodney (A-26), Vitória (A-31)

Foto de São Paulo
Por GeoWorldNews - quinta, 18 de outubro de 2012, às 13:25:26
Categoria: Postagem Obrigatória

foto
Lido 543 vezes   Comentários (0)
 
 
Maioria do STF condena José Dirceu; ministros o acusam de comandar mensalão
Por Rodney (A-26) - terça, 09 de outubro de 2012, às 19:30:39
Categoria: Postagem Livre
09/10/201219h07 > Atualizada 09/10/201219h13 _______________________________________________________________________ Com o voto de Marco Aurélio, a maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) condenou o ex-ministro José Dirceu por corrupção ativa no processo do mensalão. Condenaram Dirceu o relator Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Marco Aurélio. O ex-ministro foi absolvido pelo revisor Ricardo Lewandowski e por Dias Toffoli, que votou hoje. "José Dirceu teve uma participação acentuada nesse escabroso episódio", disse Marco Aurélio. Pelo menos cinco ministros já afirmaram que Dirceu comandou o mensalão --Aurélio, Mendes, Lúcia, Fux e Barbosa-- e dava respaldo ao ex-presidente da sigla José Genoino e ao ex-tesoureiro Delúbio Soares --ambos também condenados pela maioria da Corte-- para que realizassem as negociações de compra de apoio político dos parlamentares da base aliada no primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva. "O ex-ministro José Dirceu, que homologava os acordos daquele partido, acordos que vimos (...) extravasaram e muito o campo simplesmente político. Não podemos ante a disputa acirrada partidária imaginar partidos altruístas, que se socorram mutuamente", afirmou Marco Aurélio. "As reuniões, pasmem, ocorriam no Palácio do Planalto", acrescentou o magistrado. Gilmar Mendes citou depoimentos de diversas testemunhas que afirmam que Dirceu não participava das reuniões para negociar o acordo entre o PT e o PTB, mas era contatado por Genoino ou Delúbio logo depois que era fechado algum acerto. “Depois das conversas, sempre havia uma ligação ou do Delúbio ou do Genoino para José Dirceu.” Já Lúcia considerou que, apesar de não haver documentos assinados por Dirceu, ele era informado das negociações por Delúbio. "Não há nenhum documento assinado por ele que levasse à comprovação dos atos de corrupção ativa que lhe são imputados, mas, a partir da declaração de Delúbio Soares, ele afirma que tinha respaldo para as operações (...) além de haver reuniões na Casa Civil", afirmou. Em seu voto na última quinta-feira (4), o ministro Luiz Fux afirmou que Dirceu tinha o pleno conhecimento dos encontros com os réus apontados como integrantes do esquema. "Pelas reuniões, pelos depoimentos, fica evidente que esse denunciado [Dirceu] figura como articulador político desse caso penal, por sua posição de destaque no partido e governo", disse. O relator, por sua vez, disse Dirceu que ele tinha papel central no esquema do mensalão. "O conjunto das provas coloca o então ministro em posição central (...) como mandante das promessas de pagamentos indevidos aos parlamentares", afirmou Barbosa durante voto na última quarta-feira (3). Rosa Weber afirmou, em seu voto na quinta-feira, que não há dúvidas da existência de "uma elaboração sofisticada para a corrupção de parlamentares" com dinheiro de recursos públicos. "Mesmo que fosse dinheiro limpo, não deixaria de ser propina." A magistrada concluiu que Delúbio não poderia ter agido por contra própria. "Seria implausível que Delúbio comprometesse o PT em uma dívida de R$ 50 milhões sozinho. Ele seria uma mente privilegiada", ironizou. Segundo a magistrada, são responsáveis não só quem executou os pagamentos, mas quem mandou: "ou seja, todos." No voto apresentado hoje, Aurélio citou depoimentos que indicam que Dirceu usou da estrutura do grupo envolvido no mensalão para questões pessoais. "As declarações prestadas demonstram que José Dirceu valeu-se da estrutura do grupo para resolver problemas particulares da ex-cônjuge." Ainda faltam votar sobre este item do julgamento o decano da Corte, ministro Celso de Mello, e o presidente Ayres Britto. No estágio atual do julgamento, é analisado o item 6 da denúncia da Procuradoria Geral da República, que trata do pagamento de parlamentares durante o primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006). A Corte já entendeu que havia um esquema ilícito de compra de votos e condenou os réus que receberam o dinheiro. O tribunal vota agora sobre os responsáveis por arquitetar o esquema._ Núcleo publicitário: Na semana passada, os quatro ministros também votaram pela condenação por corrupção ativa dos réus do chamado núcleo publicitário, incluindo o empresário Marcos Valério, apontado como operador do esquema, seus ex-sócios Ramon Hollerbach e Cristiano Paz e a ex-funcionária da agência de publicidade SMP&B Simone Vasconcelos. Os magistrados, no entanto, divergiram em relação a Rogério Tolentino, advogado e ex-sócio de Valério: Barbosa, Weber e Fux o condenaram por corrupção ativa, mas Lewandowski o absolveu. Em relação a Geiza Dias, ex-funcionária da agência SMP&B, e o ex-ministro dos Transportes e atual prefeito de Uberaba (MG), Anderson Adauto, os quatro ministros votaram pela sua absolvição. (retirado de: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2012/10/09/maioria-do-stf-condena-dirceu-por-corrupcao-ativa-no-mensalao.htm)
Lido 556 vezes   Comentários (0)
 
 
Apartes apontam placar desfavorável para José Dirceu
Por GeoWorldNews - sexta, 05 de outubro de 2012, às 14:17:22
Categoria: Postagem Obrigatória
05 de outubro de 2012 | 8h 41 ______Integrantes do Supremo Tribunal Federal emitiram vários sinais, durante a sessão desta quinta-feira (4), de que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu será mesmo condenado por corrupção ativa de deputados que venderam seus votos para aprovar no Congresso projetos de interesse do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - entre os quais as reformas tributária e previdenciária. Além dos três votos favoráveis - até agora - à responsabilização de José Dirceu e do ex-presidente do PT José Genoino, pelo menos quatro ministros do STF que ainda não votaram questionaram trechos da conclusão do revisor do processo, Ricardo Lewandowski, que havia defendido a absolvição dos dois. Após dizer que o Ministério Público Federal não havia conseguido provar que José Dirceu comandou o esquema, Lewandowski enfatizou: "Não acredito em Papai Noel. Eu disse que é possível que tenham operado a mando de alguém. Mas não estou encontrando provas." Marco Aurélio Mello interveio em seguida e indagou, em uma referência velada ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não foi denunciado: "Não estaria denunciado no processo?" A ideia, segundo explicaram integrantes da Corte, é que ou Dirceu é culpado ou Lula deveria fazer parte da ação penal. Já o ministro Gilmar Mendes contestou o fato de, em sessões anteriores, Lewandowski ter condenado deputados por corrupção passiva, mas ter dito, nesta quinta, que é contraditória a tese de compra de votos. "Não há contradição?", questionou Mendes. Outra crítica ao voto do revisor partiu do presidente do Supremo, Carlos Ayres Britto, depois de Lewandowski afirmar que o delator do esquema, Roberto Jefferson, não confirmou perante a Justiça as acusações feitas em entrevistas e na CPI. "Ele não desmentiu. Ele confirmou", corrigiu Britto. Decano do STF, o ministro Celso de Mello também contestou trechos do voto de Lewandowski. O revisor disse que não tinha identificado ato de ofício que comprovasse o envolvimento de acusados. "O MP apontou a reforma tributária e previdenciária", disse Mello. "O fato de apontar não me impressiona. É preciso provar", respondeu Lewandowski. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo _______________________________________________________________ Comentário: A maior crise política sofrida pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2005 no Brasil, está em julgamento. José Dirceu, José Genoino e o ex-tesoureiro Delúbio Soares são acusados de corrupção ativa e formação de quadrilha. O julgamento de corrupção ativa teve inicio dia 03 de outubro e José Dirceu está sem esperanças de absolvição. Foi noticiado que, apesar do pessimismo, o ex-ministro manteve nesta quinta-feira a defesa de sua inocência em seu blog. Com o julgamento do Mensalão, espera-se que problemas políticos, como a impunidade, fator notável de outros escândalos, possam acabar. Agora, basta aguardarmos e acompanharmos a decisão do Supremo Tribunal Federal. Por: Vitória
Lido 566 vezes   Comentários (0)
 
 
Datafolha: Russomanno cai para 25%, Serra vai a 23% e Haddad tem 19%
Por Rodney (A-26) - quarta, 03 de outubro de 2012, às 19:35:37
Categoria: Postagem Livre

Pesquisa aponta queda de candidato do PRB, que também foi demonstrada na última medição do Ibope - 03 de outubro de 2012 | 18h 41 __________________________________________________________________________ A quatro dias da eleição, o candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, caiu para 25% das intenções de voto, segundo pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quarta-feira, 3. Ele caiu cinco pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior, feito na semana passada, e agora aparece empatado tecnicamente com o tucano José Serra, que tem 23%. O petista Fernando Haddad vem logo atrás, com 19%, e o peemedebista Gabriel Chalita, com 11%. Pesquisa Ibope/Estado/TV Globo realizada nesta terça-feira, 2, mostrou que o candidato do PRB obteve 27%, ante 34% da medição anterior do instituto. Serra e Haddad seguiram empatados com 19% e 18%, respectivamente. Em um eventual segundo turno contra Serra, Russomanno venceria por 47% a 35%. Ele venceria também Haddad, por 45% a 36%. Em um eventual confronto entre PSDB e PT, Haddad ganharia por 44% a 39%. O Datafolha ouviu 2.100 eleitores entre os dias 2 e 3 de setembro. A margem de erro máxima da pesquisa é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo SP-01536/2012 . (fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/politica,datafolha-russomanno-cai-para-25-serra-vai-a-23-e-haddad-tem-19,939690,0.htm)
Lido 571 vezes   Comentários (0)
 
 
Russomano: um dos efeitos da briga PT/PSDB
Por GeoWorldNews - segunda, 01 de outubro de 2012, às 19:20:20
Categoria: Charge

Por: Bianca Mellace, Renan Degaspari, Rodney Jr e VItória Cardoso.
Lido 585 vezes   Comentários (0)
 
 
  Próxima Página >>