Blog: Geotropicos
Você está vendo a Turma 2013 - Ver outros anos

Geotropicos Blog: Geotropicos
Allan (D-2), Gustavo (D-12)
Jihad (D-17), Matheus (D-26)

Foto
Por Geotropicos - quarta, 06 de novembro de 2013, às 18:16:54
Categoria: Postagem Obrigatória

Foto tirada do Pico do Jaraguá, ponto mais alto da cidade, no Parque Estadual do Jaraguá, na zona norte da cidade de São Paulo, mostrando a vista de grande parte da metrópole paulistana.
Lido 415 vezes   Comentários (0)
 
 
Em carta, Snowden pede 'solução global' para limitar espionagem
Por Allan (D-2) - segunda, 04 de novembro de 2013, às 17:07:52
Categoria: Postagem Livre

Edward Snowden, o ex-técnico dos serviços secretos dos Estados Unidos que revelou a trama mundial de espionagem, defendeu em carta aberta uma "solução global" que limite legalmente estes programas de monitoramento de cidadãos e políticos.

A carta, publicada neste domingo com exclusividade pela revista alemã "Der Spiegel" sob o título "Um manifesto pela verdade", ressalta que a sociedade "não pode esquecer que a espionagem em massa é um problema global e requer uma solução global".

Segundo Snowden, tramas de acompanhamento e intercepção das comunicações como as que revelou "não são só uma ameaça para a esfera privada", mas também minam "a liberdade de expressão".

"Temos a obrigação moral de preocupar-nos para que nossas leis e valores limitem os programas de espionagem e protejam os direitos humanos", afirma o ex-técnico da Agência de Segurança Nacional (NSA) americana.

Snowden, de quem os Estados Unidos retiraram o passaporte após as primeiras revelações e agora vive com uma permissão de estadia temporária em Moscou, ataca "alguns governos" -antes cita Washington e Londres - que iniciaram uma "campanha de perseguição" contra ele e que querem eliminar o debate publico sobre a espionagem.

"O debate que querem evitar tem agora lugar em países de todo o mundo. E em vez de ocasionar prejuízo, o aproveitamento agora deste novo conhecimento público vai ser claro, porque agora se propõem reformas na política tanto na supervisão como nas leis", argumenta no texto divulgado pela "Der Spiegel".

Além disso, ele encoraja os cidadãos a participar do debate que ele ajudou a iniciar com suas revelações sobre os programas de espionagem em massa dos EUA e classifica de "erro" a opção de confiar nos governos na tomada de decisões sobre estes assuntos.

Por último, Snowden fecha seu manifesto repetindo uma frase que já utilizou na recente carta que enviou ao governo alemão: "quem diz a verdade não comete nenhum delito".


Lido 418 vezes   Comentários (0)
 
 
Superconsórcio vence leilão do pré-sal
Por Gustavo (D-12) - segunda, 21 de outubro de 2013, às 16:06:41
Categoria: Postagem Livre

O leilão do pré-sal seguiu parcialmente o roteiro esperado e apenas um consórcio apresentou proposta e obteve o direito de explorar por 35 anos o campo gigante de Libra, no pré-sal da bacia de Campos, que consumirá R$ 400 milhões em investimentos nesse período. O consórcio vencedor é liderado por Petrobras (10%, mais os 30% obrigatórios), Shell (20%), Total (20%) e as chinesas CNPC e CNOOC (10% cada).

Não houve ágio em relação à oferta mínima de 41,65% de retorno para o governo do petróleo produzido. No leilão sob o regime de partilha, vence quem ofereceu o maior retorno em petróleo para o governo, além de pagar um bônus de R$ 15 bilhões (recursos que serão usados para chegar à meta de superávit primário, a economia para o pagamento de juros da dívida, deste ano) e se comprometer a um conteúdo local mínimo de bens e serviços.

Pela manhã, veio a notícia de que a espanhola Repsol oficializou sua decisão de não participar do leilão, apesar de ter sido uma das inscritas. A informação não gerou preocupação no governo, porque a espanhola está associada, no Brasil, à chinesa Sinopec, com quem se inscreveu para o leilão. A expectativa era que os chineses não iriam competir entre si.

PETROBRAS

A Petrobras, além da participação obrigatória por lei de 30% no consórcio vencedor e de liderar os rumos da exploração e produção do campo, ficou com uma fatia adicional de 10%. Para especialistas, a oferta veio na pior hora para a empresa, que está endividada e com fraca geração de caixa diante do represamento, por parte do governo, do reajuste da gasolina.

BOMBAS CONTRA PEDRAS

Em contraponto à tranquilidade e à rapidez do leilão, do lado de fora do hotel, na Barra da Tijuca, o cenário era de confusão. Os policiais da Força Nacional já lançaram pelo menos duas bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes. Segundo o Ministério da Justiça, a reação se deveu a uma tentativa de invasão dos manifestantes, que teriam inclusive atirado pedras e atingido um policial. Dois manifestantes também teriam sido feridos.

A praia foi fechada nas imediações do hotel, mas mesmo assim alguns banhistas arriscavam caminhar na areia, sem que fossem impedidos pelos militares.

Fonte:Folha de São Paulo


Lido 424 vezes   Comentários (0)
 
 
Marina acerta filiação ao PSB e se dispõe a ser vice de Eduardo Campos
Por Gustavo (D-12) - sábado, 05 de outubro de 2013, às 15:10:35
Categoria: Postagem Livre

A ex-senadora Marina Silva deve anunciar ainda neste sábado (5) uma aliança com o PSB para disputar a eleição de 2014 ao lado do presidente da sigla, governador Eduardo Campos (PE). Segundo um dos principais auxiliares de Marina, Bazileu Margarido, ela também se colocou à disposição para se candidatar à vice-presidente, numa chapa encabeçada pelo pernambucano.

A aliança foi costurada entre a noite desta sexta e a manhã deste sábado. Ainda durante a noite, Eduardo Campos desembarcou em Brasília para propor a união, depois que a Rede Sustentabilidade, fundado por Marina, teve o registro negado pela Justiça Eleitoral na quinta (5).

"Ela vai se filiar ao PSB. Na entrevista, vai colocar quais são as condições, como vai acontecer. Ela tem essa disposição se ser vice", disse Margarido ao G1. O PSB também anunciou oficialmente, no início da tarde, a formação de uma "coligação política e eleitoral" para as eleições de 2014.

Segundo interlocutores, pesou na decisão o desejo comum de Eduardo Campos e Marina de construir uma "terceira via" no cenário político, que fuja da polarização entre PT e PSDB,  consolidada nas últimas eleições presidenciais. Tal visão foi expressa pela própria Marina numa entrevista à imprensa nesta sexta.A gente tem que quebrar a polarização ‘oposição por oposição’, ‘situação por situação’. Devemos pensar no país", disse na ocasião.

Ainda pela manhã, Marina se reuniu com o presidente do PPS, Roberto Freire, para comunicar a proposta e tentar compor uma aliança. Freire, no entanto, que havia oferecido o PPS para Marina concorrer ao Planalto, não se comprometeu com o apoio e manifestou posição crítica à aliança.

Segundo Margarido, militantes e apoiadores de Marina que quiserem se candidatar nas eleições do ano que vem poderão se filiar ao PSB e, posteriormente, migrar para a Rede Sustentabilidade, quando ela for registrada. O novo partido foi desautorizado por não apresentar cerca de 50 mil assinaturas válidas de apoio para atingir o mínimo, de 492 mil.

"Será uma filiação democrática e transitória. Democrática, porque, dentro do PSB, os militantes da Rede vão poder ter total independência para se posicionar politicamente como quiserem, não vão precisar se submeter às decisões do PSB. E transitória porque ao final poderá se migrar para a Rede, sem perder o mandato", disse o dirigente da Rede.

Segundo Margarido, isso valerá para qualquer cargo, "inclusive" para a própria Marina, caso se eleja junto com Eduardo Campos.

fonte: G1


Lido 432 vezes   Comentários (0)
 
 
Prefeitura de SP projeta aumento de 24% com receita do IPTU
Por Matheus (D-26) - segunda, 30 de setembro de 2013, às 20:59:04
Categoria: Postagem Livre

A Prefeitura de São Paulo prevê um aumento de 24% na arrecadação com o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) em 2014, segundo projeto de lei que fixa o Orçamento, enviado para a Câmara Municipal nesta segunda-feira (30).

O Orçamento totaliza R$ 50,7 bilhões, um crescimento de 20,7% em relação à proposta orçamentária de 2013 (R$ 42 bilhões).

A receita com impostos e taxas estimada pela gestão Fernando Haddad (PT) representa R$ 41,5 bilhões --aumento de 13,5%. Já a verba originada, entre outras fontes, de repasses federais, é prevista em R$ 9,2 bilhões, valor 67,8% acima do Orçamento de 2013.

Segundo o texto enviado à Câmara, o Orçamento "explicita a intenção do executivo municipal de ampliar os investimentos da cidade, com a finalidade de minimizar as desigualdades e de melhorar a qualidade de vida do cidadão paulistano".

O projeto elenca três fontes para sustentar o aumento dos investimento: elevação dos repasses federais, aprimoramento das receitas próprias e contenção das despesas de custeio.

O texto apresenta argumento repetido diversas vezes por Haddad nos últimos meses, de que a prefeitura investiu pouco nos últimos anos, "aproximadamente a metade do investimento per capita comparado às outras capitais" da região Sudeste.

Entre os repasses federais, a gestão espera conseguir R$ 8,6 bilhões. Segundo o texto, a previsão é "baseada no atual esforço da prefeitura em se adaptar e em se qualificar para a maior quantidade possível de programas federais".

O projeto cita R$ 1,472 bilhão para a área de transportes, por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), e aumento de repasses para o SUS (Sistema Único de Saúde) municipal.

No caso do aumento das receitas próprias, a proposta orçamentária aponta que haverá aumento do IPTU, já que a Planta Genérica de Valores, usada para calcular o tributo, será atualizada.

"Como a última atualização foi em 2009 e o mercado imobiliário apresentou grande evolução nos últimos quatro anos, os valores venais dos imóveis da cidade estão bastante defasados face aos praticados pelo mercado, representando hoje, na media, apenas 30% deste valor", diz o projeto.

A previsão de Haddad é aumentar a arrecadação do IPTU em 24%, mantendo o número de contribuintes.

Para evitar reajustes individuais muito altos, porém, o projeto da prefeitura prevê a redução da alíquota, um limitador de aumentos, e novos mecanismos de descontos.

Fonte: Folha de São Paulo


Lido 436 vezes   Comentários (0)
 
 
  Próxima Página >>