Blog: Latitude_da_noticia
Você está vendo a Turma 2014 - Ver outros anos

Blog: Latitude_da_noticia
Arthur (C-3), Nicholas (C-23)
Gustavo (C-15), Fernando (C-9)

Foto
Por Latitude_da_noticia - quarta, 26 de novembro de 2014, às 22:11:38
Categoria: Editorial

       São Paulo, uma cidade em movimento, todos os dias o silêncio da madrugada é cortado pelos sons de automóveis e passos de cidadãos saindo de suas casas.        Sé, marco zero de São Paulo, simbolo deste movimento incessável e quase automático, como uma grande maquina tendo todas suas engrenagens em funcionamento, com esta fotografia exemplificando este harmônico sistema, o movimento apresentado pelo transporte, a frenesi quase harmônica de uma megalópole conectada por seus caminhos, rodovias, ferrovias, calçadas. 
Lido 295 vezes   Comentários (0)
 
 
Estado Islâmico afirma ter degolado jornalista americano
Por Latitude_da_noticia - segunda, 25 de agosto de 2014, às 22:22:42
Categoria: Postagem Obrigatória

 Estado Islâmico do Iraque afirma ter executado um jornalista norte-americano, James Foley, desaparecido há dois anos na Síria, como retaliação aos ataques dos EUA no Iraque. Num vídeo publicado na terça-feira, um jihadista identifica o prisioneiro como James Foley, que aparece de joelhos a tecer duras críticas à ação militar dos EUA e a apontar o governo norte-americano como o seu “o verdadeiro assassino”. O vídeo, cuja autenticidade ainda não foi confirmada, foi retirado do YouTube pouco depois de ter sido publicado mas o conteúdo foi transcrito e divulgado (um excerto) pelo Grupo de Inteligência SITE, uma organização que se dedica a monitorizar a “ameaça jihadista”.

Com o título ‘Uma Mensagem para a América’, o vídeo mostra o alegado jornalista, de joelhos numa paisagem desértica, vestido com um uniforme cor-de-laranja numa aparente alusão aos presos militares de Guantánamo. Ao lado, um jihadista do Estado Islâmico do Iraque, vestido de preto e encapuçado. Armado com uma faca, o extremista começa por dizer, em inglês, que a execução que se vai seguir é uma retaliação aos recentes ataques aéreos ordenados pela administração Obama contra os extremistas no Iraque.

James Foley, de 40 anos, trabalhava como jornalista para o GlobalPost, jornal de Boston, assim como para a agência de notícias France Press, quando desapareceu de território sírio em novembro de 2012.

Imagem do vídeo da suposta execução do jornalista norte-americano.

De acordo com a transcrição, aquele que se acredita ser Foley, aparece no vídeo a fazer duras acusações ao governo norte-americano, que diz ser o seu “verdadeiro assassino”.

“Peço aos meus amigos, família e entes queridos que se insurjam contra o meu verdadeiro assassino – o governo dos EUA – porque aquilo que me vai acontecer é apenas o resultado da sua criminalidade complacente”, diz. E Foley termina dizendo que preferia “não ser cidadão americano”.

No vídeo, de 4:40 minutos, o combatente do grupo radical islâmico dirige-se diretamente a Barack Obama para afirmar que o ISIS vai responder “com todos os meios” aos ataques da força aérea norte-americana. A declaração é perentória: “vamos afogar-vos no vosso próprio sangue”.

“Vocês [governo dos EUA] não estão mais a combater um grupo insurgente, nós somos um exército islâmico e um Estado que tem sido aceite por um elevado número de muçulmanos em todo o mundo, por isso qualquer agressão contra o Estado Islâmico é uma agressão contra os muçulmanos que aceitaram o Califado Islâmico. Por isso qualquer tentativa de tu, Obama, negares os direitos do muçulmanos de viverem em segurança debaixo da liderança do Califado irá resultar num derramamento de sangue do vosso povo”, diz o jihadista.

Nas imagens finais aparece ainda um segundo prisioneiro, que está a ser identificado como Steven Sotloff, também jornalista norte-americano desaparecido na Síria em circunstâncias semelhantes. Sotloff aparece vestido nos mesmos trajes do que Foley. “Obama, a vida deste cidadão americano depende da sua próxima decisão”, diz o jihadista em jeito de ameaça.

Washington já reagiu às imagens, dizendo-se “chocado”, caso se confirmem verdadeiras. A porta-voz do Concelho Nacional de Segurança Caitlin Hayden afirmou entretanto, em comunicado, que as agências de inteligência estavam a “trabalhar o mais rápido possível para determinar a autenticidade das imagens”. “Se for genuíno, estamos chocados pelo brutal assassinato de um inocente jornalista americano”, disse.

Nas cerca de três horas que se seguiram à publicação do vídeo, jihadistas entraram em força no Twitter para divulgar, através da hashtag #NewMessageFromISIStoUS, a mensagem do grupo extremista islâmico para os EUA. Segundo o New York Times, foram publicados mais de 2 mil tweets.

Entretanto, a mãe do jornalista James Foley divulgou esta quarta-feira um comunicado onde se mostra “orgulhosa” do filho e onde pede aos “sequestradores” para “pouparem as vidas dos restantes reféns” que, como ele, “são inocentes”.#NewMessageFromISIStoUS, a mensagem do grupo extremista islâmico para os EUA. Segundo o New York Times, foram publicados mais de 2 mil tweets.

Entretanto, a mãe do jornalista James Foley divulgou esta quarta-feira um comunicado onde se mostra “orgulhosa” do filho e onde pede aos “sequestradores” para “pouparem as vidas dos restantes reféns” que, como ele, “são inocentes”.

Comentário:

Este episódio trágico só demonstra para todo o mundo a criticidade e complexidade dos grupos terroristas de todo o Oriente Médio, que apresentam atitudes desumanas e aterrorizante contra muitas vezes pessoas inocentes como ocorreu com o jornalista, que foi brutalmente assassinado por membros desses grupos extremistas.

Mas apesar de toda a tragédia envolvida à esta notícia, as palavras esperançosas e positivas da mãe do jornalista James Foley ao mostrar orgulho do filho, nos trazem um alivio no meio de todo o caos que ronda o Oriente Médio.


Lido 336 vezes   Comentários (0)
 
 
Mulher com problemas mentais é estuprada e queimada viva na Índia
Por Gustavo (C-15) - sábado, 07 de junho de 2014, às 16:04:37
Categoria: Postagem Livre

Uma mulher com problemas mentais foi estuprada e queimada viva por três homens no Estado de Tripura, no nordeste da Índia, informou a imprensa local. O crime ocorreu na noite de quinta-feira (5) em Farina, uma cidade no sul do Estado.

A mulher, de 42 anos, identificada como Alorani Deb, tinha dois filhos, segundo declarações da polícia divulgadas pela agência Ians. As principais forças políticas da região no extremo leste da Índia, entre elas o Partido Comunista, que governa no Estado, pediram um castigo exemplar para os culpados.

Os últimos casos de estupros na Índia tiveram uma ampla repercussão internacional e geraram uma intensa polêmica dentro do país pelas denúncias de falta de ação da polícia, especialmente após duas adolescentes terem sido enforcadas em uma árvore depois de um estupro coletivo.

Fonte:http://noticias.r7.com/int...a-india-07062014


Lido 366 vezes   Comentários (0)
 
 
Brasil só vai terminar em 2017 as obras prometidas para a Copa do Mundo
Por Arthur (C-3) - domingo, 01 de junho de 2014, às 12:44:44
Categoria: Postagem Livre

Vinicius Konchinski

Do UOL, no Rio de Janeiro 01/06/2014 06h00

Projeto mais caro da Copa funcionará parcialmente no Mundial

O conjunto de obras que o governo brasileiro planejou para deixar o país pronto para sediar a Copa do Mundo de 2014 deve estar todo entregue só no segundo semestre de 2017, ou seja, três anos depois do fim do Mundial. Pelo menos é isso que informam as últimas estimativas de conclusão dos projetos incluídos na chamada Matriz de Responsabilidades da Copa lançada ainda em janeiro de 2010.

 

A matriz é o documento que listou todos os projetos em estádios, aeroportos, portos e de mobilidade urbana planejados para para o Mundial. Representantes do governo federal, das cidades-sede da Copa e dos governos estaduais envolvidos com o Mundial comprometeram-se em concluir os investimentos antes do início do torneio. Já se sabe, porém, que essa promessa não será cumprida.

 

Vinte e duas obras que foram incluídas na matriz já foram retiradas do documento porque não ficarão prontas antes da Copa. Até projetos que ainda constam da lista de obras do Mundial já foram oficialmente adiados e também não estarão concluídos até o torneio.

 

Governos prometem concluir a grande maioria das obras um dia incluídas na matriz mesmo após a Copa do Mundo. Segundo o Ministério das Cidades, 18 das que saíram da lista oficial de projetos para Copa já foram até incluídas no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). A entrega de todos esses projetos, que um dia foram considerados essenciais para o Mundial de 2014, ainda deve demorar.

 

O ministério informou ao UOL Esporte que a execução das obras já incluídas no PAC é de responsabilidade de governos locais. Contudo, o órgão estima que os projetos sejam concluídos entre 2014 e 2016. Entretanto, já há obras que seriam feitas para a Copa com conclusão programada para 2017. Esse é o caso da construção da torre do aeroporto de Recife.

Comentário: o atraso em várias obras destinadas a Copa do Mundo no Brasil pela Matriz de Responsabilidades da Copa simbolizam a grande (ou estrondosa, a critério do cidadão) incompetência na regência da infraestrutura portuária do país, com destaque no setor de transporte público, que é em parte ineficiente em larga escala


Lido 372 vezes   Comentários (0)
 
 
Eleição ao Parlamento da UE deve ter avanço da extrema direita
Por Latitude_da_noticia - sábado, 31 de maio de 2014, às 18:30:41
Categoria: Postagem Obrigatória
25/05/2014 07h21 - Atualizado em 25/05/2014 18h05Eleição ao Parlamento da UE deve ter avanço da extrema direita; veja análiseGrupos anti-Europa, no entanto, terão pouco poder para mudanças efetivas.
União Europeia encerra neste domingo primeira eleição pós-crise de 2009.


Segundo as últimas pesquisas de opinião divulgadas antes do início das eleições para o Parlamento Europeu, na última quinta-feira (22), os partidos de extrema direita devem ganhar cerca de 30% das cadeiras em disputa até este domingo (25), embora o que eles possam efetivamente fazer em termos políticos com essa vitória seja muito pouco.

As eleições europeias não têm sido assunto de destaque - até as primeiras pesquisas deste ano mostrarem um grande avanço da extrema direita. Muito desse cenário cravado por partidos que se opõem à união das 28 nações é apoiado em votos de protesto contra a fraca e demorada resposta à crise econômica nos países europeus.

Os 30% de cadeiras que os partidos anti-Europa devem ganhar, no entanto, não devem mudar muito as ações dos 751 membros do Parlamento. Mas o avanço do grupo anti-Europa poderia dificultar a aplicação de medidas impopulares para promover o crescimento e cortar despesas.

"É provável que os partidos de extrema direita ganhem pontos significativos nas eleições para o Parlamento Europeu neste final de semana. Esses partidos parecem bem sucedidos em redirecionar algumas frustrações de eleitores contra imigrantes - o que me parece injusto, pois os imigrantes certamente não foram a causa dessa crise no ciclo de negócios. Mas outros partidos da Europa não têm tido muito sucesso em direcionar a culpa na direção correta" - avalia em entrevista ao G1 o professor de sociologia da Universidade Harvard Jason Beckfield.

Segundo ele, a frustração com a União Europeia (UE) aumentou em muitos países, mas "é muito difícil medir porque a União Europeia tem diferentes significados para as pessoas, dependendo de sua classe social, sua cidadania, sua idade e sua identidade de gênero. Então, medindo tudo isso junto, duvido que tenha existido uma enorme mudança de atitudes em relação à UE. Eu definitivamente acredito que os programas de austeridade da UE afetaram a opinião dos cidadãos na Grécia, Espanha e Portugal. Acho que ainda é o caso de a maioria dos europeus apenas não ligar para a UE, o que é uma pena, porque ela está se tornando mais e mais importante com o tempo para as coisas que a maioria das pessoas se importa: políticas sociais e desigualdade social."

Essa é a primeira eleição europeia após a crise desastrosa da zona do euro que começou em 2009. Mas segundo analistas, o impacto do voto anti-Europa não deve ser grande - o Parlamento não tem por si só o poder de legislar e fica com o dever apenas de revisar e emendar propostas da Comissão Europeia, o órgão executivo europeu.

"O cenário mais esperançoso que consigo imaginar é que uma vitória da extrema-direita favoreceria um engajamento democrático com a UE. Se isso acontecer - se o número de votantes das eleições para o Parlamento Europeu chegar ao nível dos votantes para as eleições nacionais - seria muito bom para a Europa e no fim muito ruim para a extrema direita. O cenário mais provável é o de que a extrema direita vá bem nessas eleições parlamentares, mas tenha pouco impacto na UE por causa da natureza fragmentária da política extremista de direita, e por causa dos limites legais do poder do Parlamento Europeu - que não tem poder para fazer muito", disse Beckfield.

Comentário: Os partidos de extrema esquerda estão tendo um avanço de 30% nas cadeiras da UE, após dados da última eleição. Mesmo que o avanço não seja tão significativo, os tempos de crise são os mais fortes para a ascensão dos nacionalistas, como vemos no exemplo da Alemanha durante o período entre guerras. Todos sabemos que a Europa ainda não se recuperou da crise de 2008/2009, devemos prestar atenção nos próximos acontecimentos, pois caso os direitistas ganhem poder muitas coisas podem mudar no continente e no mundo.


Lido 376 vezes   Comentários (0)
 
 
  Próxima Página >>